A arte de Yolanda Dominguez

Desde que descobri o trabalho da Yolanda Dominguez há uns anos que eu quero falar sobre ele. Espanhola, a multiartista utiliza diversos suportes para refletir sobre o feminino e a situação atual da mulher. Utilizando como principais estratégias a ironia e a descontextualização, ela cria situações ou ambientes em que os espectadores se encontram envolvidos e podem participar, com o objetivo de gerar reações e crítica social. Estas experiências são chamadas de “livings“, são dirigidos tanto aos homens quanto às mulheres, e incitam o debate e muitos deles tornaram-se conhecidos na mídia e têm gerado controvérsias significativas. Como ela desenvolve os trabalhos desde 2008 e tem bastante material, vou falar apenas sobre os meus três preferidos.

Implorando por uma Chanel (2010) – Esse foi o primeiro trabalho dela que eu vi, e achei incrível. Ao mesmo tempo que é meio surreal uma moça bem vestida pedindo dinheiro para comprar algo da Chanel, é bem comum esse desespero pelo novo, pelo que é tendência, por ter algo que teoricamente te diferencia, mas no fim das contas é só um objeto que te encaixa em um grupo. Quem não conhece alguém que deixa de comprar comida para comprar uma roupa nova, ou a it bag do momento?

Poses (2011) – Eu sempre fui viciado em editoriais, e sei que 90% das coisas retratadas ali não funcionam na vida real. Mas como seria se essas coisas fizessem parte da vida real? Foi isso que Yolanda fez, ao colocar mulheres comuns fazendo as poses de editorial mais absurdas possíveis. Se elas não funcionam no dia-a-dia, então porque são usadas em fotos e vendidas como ideal de luxo e glamour?
Volto em 5 minutos (2012) – Como parte do Festival de Cultura Comtemporânea 2012, algumas mulheres que trabalham com atendimentos colocaram placas de “volto logo” bem peculiares. Essa é uma crítica à busca desenfreada pela perfeição e à banalização da cirurgia plástica. Como você reagiria se entrasse numa loja e se deparasse com uma placa dessas?

Pra saber mais sobre Yolanda, é só acessar o site oficial dela e se apaixonar mais ainda pelo trabalho dela. 

Originalmente publicado no blog ‘Morbid Glamour’ no dia 15/05/2012
Post Author
Ianarã Bernardino
Diretor Criativo, Stylist & Designer. Às vezes ataco de DJ, escrevo bastante e cozinho muito bem. :)

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *