Meus 5 guilty pleasures

Acho que essa é a lista mais pessoal que eu já escrevi aqui no blog, mas depois de ter sido chamado de blasé no meu Ask.fm resolvi desmistificar um pouco essa imagem. Eu sou tão normal como qualquer pessoa, tá?! E por isso vou “confessar” cinco dos meus guilty pleasures, aquelas coisas que a gente adora mas não comenta muito.

É romântica?
Sim, eu sou uma das pessoas mais românticas que eu conheço. Adoro um drama, uma história de amor, sou do tipo que chora em casamentos e acredita em amor eterno. Musicalmente não é diferente. Adoro uma música romântica, independente do estilo. Pode ser Forrozão Tropykália, Patrícia Marx, Céline Dion, Furacão do Forró, Sandy e Júnior ou Charice, se a letra trouxer uma boa dose de amor romântico, eu tô ouvindo. Essa abaixo, do Filipe Catto, é uma das minhas preferidas da vida. ♥

Bend and snap!
Não sou muito ligado à cinema. Só vou se for acompanhado, e não gosto de 90% dos filmes em cartaz. Nesse ponto sou bem hipster, adoro um filme desconhecido, desses que só passa em festivais, ou filme antigo. Mas também adoro um bom filme trash. Quem aqui não treinou o bend and snap do filme Legalmente Loira? Ou cantou A Thousand Miles junto as gêmeas Britt e Tiff de As Branquelas? E esses filmes são daqueles que não importa quantas vezes você assiste, toda vez que passar dá vontade de ver de novo. 

Seriados de mulherzinha
Desculpem-me os entusiastas de Game Of Thrones, mas Khaleesi nenhuma superará a rainha do Upper East Side Blair Waldorf. Pra mim, seriado bom é aquele que tem figurino incrível e muito, muito drama. Não é a toa que o seriado da minha vida é Sex & The City. Confesso mais: tenho bastante preguiça de ver outros tipos de seriado, porque sei que mesmo vendo dois ou três episódios eles não vão me cativar tanto quanto Rachel cantando Last Christmas pro Finn.

Lip Sync for your life!
Uma das maiores vantagens de morar sozinho é poder fazer o que se quer, na hora que ser quer. E eu amo deixar músicas tocando enquanto eu estou em casa (e às vezes quando saio também). Porém, quando começa a tocar uma música que me empolga, eu preciso cantar, interpretar e fazer a performance que vai me garantir uma vaga na final! Tem coisa mais divertida do que cantar Backstreet Boys enquanto se lava louça? Brincadeiras a parte, eu sempre lembro dessa frase do seriado RuPaul’s Drag Race quando faço isso. Não tenho a intenção de ser drag queen, mas quem sabe um dia esses meus “ensaios” não me rendem alguns frutos, né?

Me afogando em livros
Sou viciado em livros, fato. E tenho uma tendência a adquirir mais livros do que minha habilidade de leitura é capaz de absorver, e que o espaço disponível na minha casa é capaz de comportar. Há vezes que fico com uma fila de cinco ou seis livros pra ler. Amo o cheirinho de livro novo, mas também não dispenso uma boa edição vinda de um sebo. Inclusive acho que quando vendessem os livros deveriam vender também o tempo necessário para lê-los, não acham?! 

Joel Robison

Fotos: Reprodução

Post Author
Ianarã Bernardino
Ataco de Diretor Criativo, Designer & DJ. Também ataco de astrólogo (pros amigos) e de master chef (quando tô de bom humor). :)

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *