6 discos que marcaram minha vida

Meu relacionamento com a música é caso antigo. Tem um vídeo em que eu tinha mais ou menos um ano de idade e, ao fundo, a televisão está ligada na MTV. Então resolvi assumir o desafio do pessoal do Rotaroots que, para comemorar o Dia do Disco (que será no dia 20 de abril), pediram para escolhermos discos que marcaram nossas vidas. Como eu nasci na época do apogeu do CD e logo em seguida a popularização do mp3, selecionei seis CDs que foram marcantes pra mim. Foi muito difícil selecioná-los, tive que deixar alguns de fora, por isso usei como critério o fato de escutá-los até hoje sem enjoar.

Stripped – Christina Aguilera

Esse foi um marco na minha vida de várias maneiras. Lembro que toda vez que passava o clipe de Dirrty na MTV lá no ano de 2002 eu parava tudo pra assistir. Foi um dos primeiros CDs que eu comprei juntando meu próprio dinheirinho, por isso tem um valor sentimental especial. Além disso cada música me trás uma recordação, e esse é um dos álbuns mais bem sucedidos da carreira da Christina (e um dos que eu mais escutei na vida!). 

Sleeping With Ghosts – Placebo

Esse foi o primeiro álbum da banda que eu escutei, e foi a partir daí que minha paixão pelo trio inglês começou a crescer. Ele me lembra muito os meus primeiros anos de ensino médio no CEFET-AM, quando comecei a ter mais amigos e a assumir um estilo mais rocker gótico. Outro ponto que vale mencionar é que esse CD contém a minha música preferida do Placebo, The Bitter End. O mais engraçado é que somente depois de viciar na música é que percebi que ele cita na letra o dia do meu aniversário, dois de maio. Inclusive essa data ficou conhecida entre os fãs como Placebo’s Day.

Britney – Britney Spears

Outro que comprei juntando meus trocadinhos, lá no ano de 2002. Outro que, quando passava I’m A Slave 4 U na MTV, eu parava tudo pra assistir. E, na minha opinião, é o melhor álbum da carreira da Britney Spears. Foi o auge de sua boa forma, de seu carisma, de seu interesse com a própria carreira… Não que o álbum seguinte, o In The Zone, seja ruim ou malfeito, mas falta um pouco da autenticidade que só um disco auto-intitulado dá ao artista. Além disso tudo, nesse trabalho há um dueto com Justin Timberlake, namorado da princesinha do pop na época, na faixa What Is Like To Be Me. Bons tempos.

Elodia – Lacrimosa

Foi difícil escolher só um do Lacrimosa pra entrar na lista porque eu gosto de, pelo menos, uns cinco da discografia da banda. E quando digo que gosto é porque ouço do início ao fim de pular uma faixa. Escolhi o Elodia pelo simples fato de ter sido o primeiro que ouvi da dupla Tilo Wolff e Anne Nurmi, no ano de 2005, e de conter uma das minhas faixas preferidas de toda a carreira deles, Am Ende Der Stille.

Cansei de Ser Sexy – Cansei de Ser Sexy

Esse álbum poderia dizer que é um dois em um. Ele possui duas versões, a nacional lançada em 2005 e a internacional lançada em 2006, com pequenas diferenças nos arranjos de algumas faixas e na lista de músicas do disco. Particularmente prefiro a versão nacional, mas ouço qualquer uma das duas sem problema nenhum. Além de ser um dos poucos que escuto do começo ao fim sem pular nenhuma música, ele trás uma faixa que eu considero um dos hinos da minha vida: Music Is My Hot Hot Sex.

Whisper War – The Cab

Esse disco marcou a minha mudança de Manaus para Natal. Lembro de passar horas ouvindo-o no primeiro ano de estadia aqui. Passava muito tempo sozinho então deitava no chão da sala, coloca o CD pra tocar e ficava ouvindo e cantando até o sol se por. Inclusive uma das minhas faixas preferidas da vida e a mais ouvida do meu Last.fm é desse trabalho, a incrível Take My Hand.

Foto: Reprodução

Post Author
Ianarã Bernardino
Ataco de Diretor Criativo, Designer & DJ. Também ataco de astrólogo (pros amigos) e de master chef (quando tô de bom humor). :)

Comments 2

  1. Fernanda Cerioni
    abr 14, 2014 Reply

    Oba, mais uma pessoa botando a Xtina na lista! <3 <3 (ok, que eu mesma não botei mas…)

    • Ianarã Bernardino
      abr 14, 2014 Reply

      Christina é só amor <3

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *