8 chaves para um guarda-roupas minimalista

De uns tempos pra cá eu tenho estudado bastante sobre essa abordagem minimalista para a moda. Não, não é na estética (essa já estamos carecas de saber), mas sim na forma de nos relacionar com a moda, de consumi-la e de usá-la.

Já fiz alguns posts sobre o assunto no blog, e podem ter certeza que alguns mais ainda virão. Essa nova forma de olhar a moda acaba resultando em um estilo pessoal mais definido, menos dinheiro gasto e mais consciência na hora de fazer alguma aquisição para o seu armário. Hoje vou dar oito dicas-chave de como dar os primeiros passos nessa nova filosofia de vida fashion. Então como diria Katylene #sdds, VEM COMEEEGO!

Faça uma mega revisão no seu guarda-roupas

Em um guarda-roupas cheio e bagunçado se torna difícil ver tudo o que você tem. Quem nunca pegou aquela peça lá no fundo no armário e pensou: “Nossa! Nem lembrava que eu tinha isso!”? Pois é… Tira absolutamente TUDO o que você tem no seu armário e vá se livrando do que há de velho e excessivo nele, e anote (pode ser literal ou, se você tiver a memória boa, pode lembrar apenas) das coisas que ficaram. Essa lista de sete coisas que você não precisa no seu armário ajudará bastante nessa fase do desapego. Essa renovada de energia e o espaço extra vão ajudar você a recomeçar no seu novo estilo de vida.

Desenvolva uma paleta de cores

Uma paleta de cores bem definida ajuda bastante a desenvolver um armário minimalista coeso; serve como um guia para aumentar a usabilidade entre as peças, facilita na hora de você criar suas combinações e de fazer novas compras. Se você quiser levar um nível a cima, pode até contratar um profissional para fazer sua cartela de cores pessoal, aquelas cores que ficam bem no seu tom de pele e cabelo. Se você não liga muito pra isso e quer começar já, siga essa dica: escolha três cores base – uma neutra e duas para “iluminar”.

Quem disse que laranja era o novo rosa estava seriamente perturbado
Considere cada compra

Compre menos, escolha bem, faça durar. Esse é o princípio básico de um armário minimalista. Foque na qualidade e não na quantidade – melhor comprar uma camiseta incrível que vai durar bastante do que cinco que vão pro lixo na segunda lavagem, né? Priorize as peças que você realmente ama e aprenda a cuidar delas (sim, processos de lavagem estão inclusos nessa), e use-as até que elas peçam para ir para o descanso eterno das roupas incríveis, tá? 🙂

Se influencie menos pelas revista de moda

Tenha um olhar mais crítica para revistas de moda. O principal objetivo delas é vender, certo? Então não se deixe influenciar e sair comprando aquela saia plissada dourada maravilhosa que a modelo estava usando (e não combina nada com seu estilo). Acha que ainda não conquistou essa maturidade toda? Então deixe as revista de lado e vá atrás do streetstyle. Pode ser em blogs, sites, ou até mesmo em vídeos no Youtube, mas eles mostram gente como a gente usando peças mais vida real (ou nem tanto, dependendo do lugar que as fotos foram tiradas). Você se inspira e não fica com vontade de correr pro shopping mais próximo pra estourar o cartão (e encher o armário de peças desnecessárias).

Tem algo sobre a moda que pode deixar as pessoas muito nervosas
Qualidade vem antes da quantidade, sempre!

Um guarda-roupas minimalista é sempre focado em colocar a qualidade acima da quantidade. Encontrar as peças perfeitas faz parte da diversão de desenvolver o seu estilo pessoal AND o seu armário fabuloso. Então não tenha pressa, na hora certa você vai encontrar todas as peças que você precisa para ter um armário prático e incrível para o seu estilo de vida. Mantenha sempre em mente: qualidade antes da quantidade.

Compre para o seu estilo de vida

Quando você está lá na loja, experimentando várias roupas, é normal que a gente se deixe levar por como a peça ficou no nosso corpo ou em como ela nos fez sentir. Mas para eu minuto e se pergunte: essa peça vai combinar com o que eu já tenho? Ela realmente tem a ver com o meu estilo e com quem eu sou e com a vida que eu levo? Eu vou usar essa peça regularmente? Faça aquisições de acordo com o estilo de vida que você tem agora, não com o que você gostaria de ter (ou planeja ter um dia).

Sou uma deusa fria.
Tome cuidado com liquidações de fast-fashion!

Liquidações são úteis para adquirir peças que você precisa com preços melhores. Porém, o que acontece na maioria dos casos, é que somos levados a comprar coisas que não precisamos e acreditamos que estamos fazendo “um bom negócio”. Fast fashions são baratas, geralmente tem modelagens duvidosas e não foram feitas para durar muito; então, tente evitar esse tipo de loja quando estiver construindo o seu guarda-roupas minimalista.

Coloque as necessidades antes dos desejos

Se há algo no seu guarda-roupas que está em falta (tipo uma camiseta branca) é melhor colocar essa necessidade antes de qualquer outra aquisição. Foque em estabelecer a fundação do seu armário, peças-chave que funcionam de várias maneiras e podem ser usadas em todas as estações. Primeiro obtenha os básicos incríveis, e depois você foca em comprar as peças complementares (lembra da saia plissada dourada?).

Fonte: The Private Life of A Girl
Fotos/GIFs: Reprodução

Post Author
Ianarã Bernardino
Apaixonado por moda, música e tudo que é novo e interessante. Diretor Criativo, Stylist, & Designer.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *