Numerologia de Mudanças

9 de maio de 2017

Quem me conhece (ou me acompanha) há um tempinho sabe o quanto eu gosto de assuntos como astrologia, numerologia, ocultismo e afins. Enquanto refletia sobre como escrever sobre mudanças depois de tanto tempo sem ficar (muito) chato, resolvi escrever a partir dos números, que de uma forma ou de outra acabam sendo bem simbólicos.

No dia primeiro de março o blog completou quatro anos de existência como O Novo Preto (eu escrevia outro blog antes), e eu não lembrei desse detalhe. Mesmo não estando entre os blogs mais acessados do Brasil eu tenho muito orgulho da minha trajetória até aqui. Sou muito grato por cada acesso e cada comentário nesse espaço virtual. É isso que me faz continuar escrevendo na era da supervalorização da imagem, dos blogueiros sem blog e da Instagramização da vida.

Nesse meio tempo perdi um ano de conteúdo, quando houve uma pane nos servidores do serviço que pago para hospedar o blog. Muito conteúdo, arrisco a dizer que os posts mais comentados e populares da história do blog tenham desaparecido. Para um taurino com ascendente em virgem extremamente controlador como eu foi um tiro à queima roupa, mas me fez aprender bastante sobre desapego e transitoriedade da vida, e isso foi muito útil nos dias atuais, vocês verão o porquê.

Inclusive hoje faz exatos sete dias que eu fiz aniversário. Não que isso seja algo relevante, já que eu não sou uma pessoa que ama meu aniversário, mas eu amo do fundo do coração o fim do inferno astral e o início de novos ciclos. Sou movido à novidades. Preciso estar sempre fazendo e descobrindo coisas novas. É o alimento da minha alma.

It’s my party and I’ll cry it I want to… (Carol Trentini por Miles Aldridge para Vogue Itália Março 2008)

Em 2017 completaram exatos dez anos que eu moro em Natal, e é com esse número que se fecha mais um ciclo na minha vida. Daqui há uns meses vou me mudar definitivamente pra São Paulo, cidade em que eu cresci e que eu amo (tem gente que diz que é doença, mas enfim). Apesar de ser uma cidade linda, Natal foi (e ainda é) muito ingrata em vários aspectos.

Fui muito feliz e extremamente infeliz aqui, porém essa montanha-russa serviu para me fortalecer, para me preparar para a próxima etapa. Pelo bem da minha sanidade mental (e da minha carreira) eu preciso sair daqui. E não se preocupem, haverá um post mais detalhado sobre minha relação com a cidade. Ainda tenho dois meses na noiva do sol para finalizar todos os processos.

Seis caixas. Minha vida se resumiu a seis caixas. Minha vida inteira, desde que eu nasci em Manaus, se resumiu à seis caixas. Dessas, quatro são de livros. Joguei muitas coisas fora, muitas lembranças. Doei vários objetos, desapeguei bastante. Foi um processo bem doloroso, mas lembram das perdas que eu sofri aqui no blog que comentei ali em cima? Pois é, foram importantes para que eu não pirasse em um momento como esse. Afinal, é preciso abrir espaço para as novidades, para mudanças. É preciso (re)começar do zero.

Fotos: Reprodução

By Ianarã Bernardino

Apaixonado por moda, música e tudo que é novo e interessante. Diretor Criativo, Stylist, & Designer.

3 Comments

  1. Responder

    Ena

    Li e fiquei emocionada, o desapego é preciso! Desejo sucesso no novo desafio. Em oração para que tudo ocorra da melhor maneira pra você meu querido filho.

  2. Responder

    Changes | O set que vai mudar o seu dia... – O Novo Preto

    […] é que depois que eu iniciei meu processo de mudança (falo mais sobre ele aqui), comecei também muitas mudanças internas. Além de continuar outras que estavam meio esquecidas, […]

  3. Responder

    New Face Project #Season2 | Mariana Desirée – O Novo Preto

    […] foi mais curtinha. Isso aconteceu por causa dos preparativos para a minha mudança (que eu já falei aqui) e do meu TCC, que tomaram um tempo maior do que eu esperava. Mas antes feito do que perfeito, não […]

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *